Feiticeira

Numa noite de breu
Aquela magia nasceu
Num caldeirão ardeu
Com o fogo da paixão cresceu

Cada olhar enfeitiçado
Cada jogo lançado
Criou-se assim um enlaço
Jamais alcançado

Refrão
Foste assim para mim
Um tropeço sem fim
Esquecido e abandonado
Deixei-te assim no passado

O feitiço se quebrou
Ilusões despedaçou
Gélido o arrepio pousou
E a esperança apagou

Uma imagem que fugiu
Uma lágrima que caiu
Um coração despiu
Uma fresta se descobriu

Refrão
Foste assim para mim
Um tropeço sem fim
Esquecido e abandonado
Deixei-te assim no passado

Um sopro de trovoada
Foi embora abandonada
Gritou a alma revoltada
De uma presença renovada

De postura corajosa
E com força grandiosa
Resplandeceu
A feiticeira poderosa

Refrão
Foste assim para mim
Um tropeço sem fim
Esquecido e abandonado
Deixei-te assim no passado


Letra: Ana Luísa "Pi" Dias
Melodia: Ana Carolina "Santana" Santos
Arranjos: EncantaTuna - TAFUBI

Sem comentários: